Plano Estratégico

PLANO ESTRATÉGICO

A entidade empresarial municipal ICOVI - Infra-estruturas e Concessões da Covilhã, EEM, surge da necessidade de gerir o Abastecimento de Água em Alta,tal como promover e dinamizar as energias renováveis e as infra-estruturas existentes no Concelho da Covilhã, numa perspectiva empresarial, capaz de acompanhar os novos processos e mecanismos impostos pela dinâmica empresarial, dotando assim o Município da Covilhã das condições para uma optimização da utilização dos recursos existentes no concelho.

Potenciar Recursos preservando o Ambiente

É este o lema da ICOVI, EEM. Sendo um dos objectivos desta empresa a dinamização da utilização dos recursos naturais existentes no concelho da Covilhã, é preocupação da ICOVI, EEM garantir, ao mesmo tempo, a preservação do meio ambiente. Desta forma, propõe-se potencializar todos os recursos naturais existentes - sejam eles hídricos, eólicos, solares ou outros, em prol do bem-estar e progresso sustentado de todos os munícipes, garantindo a preservação da riqueza natural do concelho.

Abastecimento de Água

A ICOVI, EEM é a entidade responsável pelo Abastecimento de Água em Alta ao Concelho da Covilhã, sendo responsável pela captação, tratamento e adução de água até aos reservatórios de distribuição, passando a partir dessa fase a responsabilidade do abastecimento para a empresa municipal ADC - Águas da Covilhã, EM que distribui água ao consumidor.

O actual sistema de Abastecimento de Água, apesar de garantir o abastecimento de grande parte da população do Concelho, fá-lo à custa de um grande esforço de meios e dedicação dos colaboradores, tanto da ICOVI, EEM como da ADC, EM, que diariamente zelam pelo correcto funcionamento de todos os 13 subsistemas existentes, os quais necessitam de intervenções de substituição / renovação e/ou ampliação, de forma a garantir a qualidade e quantidade de água necessárias para permitir um correcto abastecimento de água tanto no presente como no futuro, garantindo a sustentabilidade ambiental.

Desta forma, e atendendo à necessidade de reabilitação das infra-estruturas existentes e ampliação do actual sistema de abastecimento, encontra-se em fase de análise a candidatura do "PROJECTO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM ALTA AO CONCELHO DA COVILHÃ", o qual foi submetido ao POVT - Programa Operacional de Valorização do Território, mais concretamente ao Eixo prioritário II - Rede Estruturante de Abastecimento de Água e Saneamento, visando o apoio, por parte do Fundo de Coesão, à execução de um projecto que irá garantir o abastecimento a toda a população do Concelho tanto em termos de médio como de longo prazo. De salientar a importância de que se reveste este projecto, pois só com a concretização do mesmo será possível encarar o futuro, em termos de abastecimento de água, com as necessárias condições de qualidade e quantidade.

O Projecto candidatado engloba o seguinte conjunto de intervenções:

a. Beneficiação/Remodelação da Estação de Tratamento de Água das Penhas da Saúde (em execução);

b. Alteamento da Barragem da Cova do Viriato (projecto aprovado);

c. Construção da Barragem da Ribeira das Cortes (projecto em fase de aprovação);

d. Construção da Estação de Tratamento de Água da Varanda dos Carqueijais (projecto aprovado);

e. Construção de seis novos reservatórios (projecto aprovado);

f. Construção de aproximadamente 30 Km de novas condutas adutoras (projecto aprovado).

 

Assim, a acção da ICOVI, EEM acenta, para além da gestão e manutenção do actual sistema de abastecimento de água, na concretização do Projecto atrás referido, sendo o mesmo uma prioridade ao garantir o acesso a uma água em qualidade e quantidade à população actual como também à população futura do concelho da Covilhã.

Energias Renováveis

A ICOVI, EEM tem também como objectivo a exploração de outros recursos naturais existentes no concelho da Covilhã, nomeadamente a produção de energia eléctrica através de fontes renováveis como o são a energia eólica, hídrica e solar. Desta forma, e para cada um destes campos, a ICOVI, EEM tem vindo a desenvolver estudos e projectos no sentido de dinamizar o recurso às energias não poluentes, contribuindo assim de forma significativa para a redução da dependência dos combustíveis fósseis. Nesse sentido encontram-se em desenvolvimento os seguintes projectos/estudos:

Energia Eólica - encontra-se em execução uma campanha de avaliação do potencial eólico do concelho da Covilhã, da responsabilidade do INEGI - Instituto de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial. Com um total de 5 torres de medição instaladas, pretende-se fazer um levantamento do potencial eólico em pontos elevados do concelho de forma a vir a ser possível a instalação de parques eólicos nos locais favoráveis para esse efeito.

Energia Hídrica - atendendo às características orográficas óptimas da Serra da Estrela (grandes desníveis), aliadas a uma grande disponibilidade hídrica (pluviosidade elevada), existem condições ideais para a implementação de aproveitamentos hídricos, sendo os mesmos, na sua maioria, de pequenas dimensões - miní-hídricas. Estes possíveis aproveitamentos poderão ser feitos a partir das condutas de adução existentes e/ou a construir como também de linhas de água que apresentem grandes declives e/ou grandes caudais. Encontram-se em fase de estudo diferentes possibilidades de aproveitamentos a concretizar, caso se demonstre serem técnico-económicamente viáveis.

Energia Solar - encontra-se em fase de implementação o Projecto Covilhã Solar, o qual consiste no fornecimento e montagem de unidades de microgeração de energia eléctrica a partir da energia solar, incluindo também a montagem de sistemas solares térmicos para aquecimento de águas sanitárias, em diversos estabelecimentos de ensino, instituições de acção social, juntas de freguesia, pavilhões e outros espaços públicos existentes no concelho da Covilhã.

Outras Infra-estruturas

A ICOVI, EEM também é responsável pela gestão de diversas infra-estruturas pertencentes ao Município, nomeadamente de toda a rede de distribuição de água e saneamento, zelando pela sua correcta utilização e manutenção, bem como de outras infra-estruturas, que o Município da Covilhã eventualmente lhe incumba a sua gestão.